22/01/2018

«Semente de Bruxa», de Margaret Atwood, nas livrarias a 2 de fevereiro

Semente de Bruxa
Margaret Atwood
Género: Literatura / Romance 
N.º de páginas: 288 
PVP: € 17,70

Semente de Bruxa é uma recriação de  A Tempestade de William Shakespeare  
Esta obra de Margaret Atwood é um exercício de encanto, vingança  e segundas oportunidades, conduzindo-nos a uma viagem interativa, plena de ilusão, surpresa e maravilha

Semente de Bruxa é o quinto título de uma série que tem sido publicada em mais de 30 países para celebrar o vulto maior do teatro mundial: William Shakespeare. No dia 2 de fevereiro chega às livrarias esta nova obra, desta vez com a assinatura de Margaret Atwood, a mais celebrada escritora canadiana.  
Este livro é um exercício de encanto, vingança e segundas oportunidades, conduzindo-nos a uma viagem interativa, plena de ilusão, surpresa e maravilha. Trata-se da recriação da peça de teatro A Tempestade, de William Shakespeare, considerado o dramaturgo mais influente do mundo e um dos maiores autores de língua inglesa.  
Felix (personagem central em Semente de Bruxa) é o novo Próspero (personagem central em A Tempestade) no século XXI.

«Divertido e caloroso.» - Bustle -  
«Engenhoso.» - The Washington Post -  

Sinopse:

Felix está no seu auge como diretor artístico do festival de Teatro de Makeshiweg. As suas produções geram encantamento e perplexidade. Está agora a encenar uma Tempestade ímpar: não só irá incrementar a sua reputação, como sarar as suas feridas emocionais. 
Pelo menos, era esse o plano. Em vez disso, e na sequência de uma indescritível traição, Felix está a viver num tugúrio nos bastidores da civilização, atormentado pelas memórias da adorada filha que perdeu, Miranda. E a arquitetar a vingança.
Depois de doze anos, essa vingança surge por fim sob a forma de um curso dramático numa prisão das redondezas. É aí que Felix e os seus companheiros levarão à cena A Tempestade e encurralarão os traidores que o destruíram. É magia! Mas mudará Felix quando os seus inimigos forem derrotados? 
A recriação de Margaret Atwood é não só um exercício de encanto, vingança e segundas oportunidades, mas também nos conduz a uma viagem interativa, cheia de ilusão, bem como novas surpresas e maravilhas.
 
Sobre a autora:
Margaret Atwood nasceu em Otava em 1939. É a mais celebrada autora canadiana e publicou mais de quarenta livros de ficção, poesia e ensaio. Recebeu diversos prémios literários ao longo da sua carreira, incluindo o Arthur C. Clarke, o Booker Prize, o Governor General’s Award e o Giller Prize, bem como o prémio para Excelência Literária do Sunday Times (Reino Unido), a Medalha de Honra para Literatura do National Arts Clube (EUA), o título de Chevalier de l’ Ordre des Artet e des Lettres (França) e foi a primeira vencedora do Prémio Literário de Londres.
Está traduzida para trinta e cinco línguas. Vive em Toronto com o escritor Graeme Gibson. 


 

Novidades Marcador Janeiro 2018

Título: Dei o teu nome às estrelas
Autor: Rui Conceição Silva
N.º de Páginas: 328
PVP: 17,45€

  Uma leitura suave e envolvente.
  Um romance que nos guia pelos
caminhos do amor e da liberdade.
 
  O segundo livro de Rui Conceição Silva.

Em 1883, numa terra como tantas outras, perdida na imensidão das serras e longe dos olhares do mundo, vivia Joaquim, professor e narrador desta história, um homem sem alento, esperando por tempos que não vinham. Contudo, nesse ano, chegam à terra duas pessoas que irão mudar a sua vida para sempre: José Malhoa e Manuel Henrique Pinto, semeadores de maravilhas. É com eles, e com outros caminhantes, que Joaquim encontrará o lado bonito da sua terra, qual paraíso escondido entre montanhas. Um dia, ele escuta a voz de Olinda, a mulher que lhe seduz os silêncios e os sonhos, e fica preso a esse amor, o único que guardará eternamente.

Sobre o autor: 
Rui Conceição Silva nasceu em 1963 em Figueiró dos Vinhos, onde reside. É casado e tens dois filhos. Apesar de ter vivido em Coimbra, Tavira e Lisboa, é na sua terra que se sente completo. Escreveu um primeiro romance, Quando o Sol Brilha (2015), onde fala da saudade triste da perda de alguém que se ama, mas também da reconciliação necessária com a vida e com toda a sua beleza. Dei o Teu Nome às Estrelas é o seu segundo romance.

.
Título: Os Viajantes
Autor: Alexandra Bracken
N.º de Páginas: 456
PVP: 18,95€

Sequela do livro Os Passageiros do Tempo.
  Aventura, romance e revolta.
  Ritmo acelerado até à última página.

Etta Spencer não sabia que era uma viajante até ao dia em que emergiu a quilómetros e a anos da sua casa.
Agora que lhe roubaram o objeto poderoso que era a sua única esperança de salvar a mãe, Etta encontra-se presa mais uma vez, longe do seu tempo e de Nichola, corsário do século XVIII por quem se apaixonou.Quando se vê no coração do inimigo, promete terminar o que começou e destruí-lo de uma vez por todas. Mas é surpreendida com uma revelação bombástica sobre quem é o seu pai. De repente, questionando tudo pelo que lutou, Etta tem de escolher um caminho que poderá transformar o seu futuro.

Sobre a autora:
É a autora bestseller 1# do New York Times da série Darkest Minds. Nascida e criada no Arizona, mudou-se para a costa leste dos EUA para estudar História e Inglês no The College of William and Mary, na Virgínia. Trabalhou em edição durante alguns anos e agora escreve a tempo inteiro. Podemos encontrá-la a preparar o seu próximo romance no seu pequeno apartamento a transbordar de livros e online em www.alexandrabracken.com e no Twitter @alexbracken.

Título: Os passageiros do tempo
Autor: Alexandra Bracken
N.º de Páginas: 391
PVP: 18,95€

Os Passageiros do Tempo acompanha Etta, uma miúda nova-iorquina do século XXI que perde tudo o que conhece e ama, e Nicholas, um marinheiro negro do século XVIII que se acabou de livrar da poderosa família Ironwood. Embarcam numa viagem perigosa através dos séculos e de vários continentes, da Revolução Americana à Segunda Guerra Mundial, das Caraíbas a Paris, seguindo e interpretando pistas deixadas por um viajante do tempo que fez tudo para esconder dos poderosos Ironwood o objeto misterioso.

Sobre a autora:
Alexandra Bracken nasceu e cresceu no Arizona, Estados Unidos. Depois de terminar o liceu, frequentou a Universidade William & Mary, na Virgínia, onde se formou em Inglês e História. Escreveu o seu primeiro romance no último ano de faculdade e depois mudou-se para Nova Iorque, onde trabalhou numa editora de livros infantis.
Após seis anos, arriscou e decidiu passar a escrever a tempo inteiro. Atualmente, vive no Arizona, com o seu cão, Tennyson, numa casa cheia de livros.

19/01/2018

Fim de semana em Roma nas páginas de um livro



AMOR E INTRIGA NO CORAÇÃO DA IDÍLICA CIDADE DE ROMA

A Herdeira dos Olhos Tristes 
Karen Swan
Páginas: 464 
PVP: 17,50€ 

A Herdeira dos Olhos Tristes centra-se na vida de uma mulher que tinha tudo para ser feliz e na de uma jovem advogada em fuga do seu passado. Duas histórias improváveis que se cruzam, revelando um mundo assente em intrigas e mentiras e todo o esplendor da cidade de Roma.
Os leitores dizem que se trata de um romance de leitura compulsiva, uma obra contemporânea tão convincente quanto fascinante. No site Goodreads há quem o classifique como um livro “inteligente, enigmático e hipnotizante sobre o poder do amor e tudo aquilo que somos capazes de fazer por ele.”

Sinopse
1974. Elena Damiani é uma herdeira rica e bela, com tudo para ser feliz. Contudo, aos vinte e seis anos já vai no terceiro casamento e uma juventude repleta de cicatrizes. Quando conhece o homem que parece ser o seu par perfeito, percebe que ele é precisamente o único homem que ela não pode ter, e nem todo o dinheiro do mundo é capaz de mudar essa circunstância.
Mais de 40 anos depois, a jovem Francesca vive la dolce vita. Antiga advogada, foi para Roma em busca de uma nova vida. Um acaso fortuito leva-a ao Palazzo Mirandola, onde conhece a famosa Viscondessa Elena dei Damiani. A empatia entre ambas é imediata e Francesca fica fascinada pelo mundo de Elena, pelo seu passado e pelas suas incríveis histórias.
Quando a Viscondessa a incumbe de narrar a sua extraordinária vida, Francesca entra num mundo de privilégios, aparências e excessos. Mas só quando um valioso anel de diamantes é encontrado num túnel antigo da cidade, mesmo por baixo do Palazzo, é que Francesca percebe a rede de mentiras que envolve Elena. A braços com o seu próprio passado tortuoso, Francesca é incapaz de ignorar a verdade, revelando um segredo antigo que pode mudar muitas vidas…

«Uma leitura muito envolvente.» Daily Express 
   
«Pura evasão.» Candis Magazine

novo logo CAL

Novidades Topseller nas livrarias a 22 de Janeiro

Verão em Edenbrooke venceu o Prémio Whitney para melhor romance e fez parte da shortlist dos Goodreads Choice Awards.

«Um romance de estreia delicioso e arrebatador.» — Publishers Weekly
«Verão em Edenbrooke é muito mais do que uma história de amor e intriga de leitura imparável. É o tipo de livro que se lê e relê e recomenda a toda a gente.» - Kodi Wright

Sinopse:
Romance e aventura numa história encantadora, ao estilo de Jane Austen.
Marianne Daventry seria capaz de tudo para escapar ao tédio de viver em Bath e às investidas amorosas de um pretendente indesejado. Por isso, quando a sua irmã gémea, Cecily, a convida para passar o verão com ela em Edenbrooke, a maravilhosa propriedade rural de uns amigos da família, ela nem hesita em aceitar.
Parte assim para a casa de campo, pensando que poderá finalmente relaxar enquanto a irmã tenta conquistar Philip, o encantador herdeiro da propriedade. Mas rapidamente descobre que até os melhores planos podem correr mal.
Desde ser vítima de um assalto terrível até ter de ignorar sentimentos indesejados que começa a sentir pelo anfitrião da casa, Marianne vê-se enredada numa grande aventura, repleta de romance e intriga, que a deixará completamente desorientada.
Conseguirá Marianne conter o seu coração, ou irá um estranho arrebatá-lo irremediavelmente?

Sobre a autora:
Julianne Donaldson é uma romântica inveterada. Licenciou-se em Inglês e a sua formação apenas fez aumentar a sua paixão pela escrita.
Verão em Edenbrooke foi o seu primeiro romance, um sucesso imediato traduzido para várias línguas. O livro recebeu o Prémio Whitney para melhor romance e alcançou a shortlist para o Prémio Goodreads, na mesma categoria. Foi igualmente alvo de uma menção honrosa no Southwest Book Festival.
Vive com o marido e os cinco filhos no Utah e aproveita todas as oportunidades para viajar para o campo, em Inglaterra.
Saiba mais sobre a autora em: juliannedonaldson.com.


Um romance cómico e real sobre uma mulher de 39 anos, solteira e sem filhos, que desafia as convenções enquanto procura ligações reais com os que a rodeiam.
#os40saoosnovos20 #aartedesersolteira #aartedeserquaseadulta

Selecionado para várias listas de melhor livro do mês, incluindo as revistas Elle e Vogue UK, o jornal Chicago Tribune, o site Book Riot e a Amazon.

«Uma das melhores contadoras de histórias contemporâneas. Com uma voz inteligente e sardónica, a autora coloca a questão que tem atormentado pessoas de todas as idades: Quando sabemos que já chegamos à idade adulta?» — Nylon
«Jami Attenberg explora a mente de uma mulher de 39 anos que tem zero interesse em fazer aquilo que esperam dela, seguindo o coração em vez da sua cabeça. — uma leitura compulsiva, sexy e encantadora.» — Newsweek

Sinopse:
A perfeição é entediante; o interessante é o caminho até lá se chegar.
Quando lhe perguntam quem é, Andrea Bern tem a resposta na ponta da língua: ela é designer, nova-iorquina, amiga, filha e irmã.
Mas, nas entrelinhas, percebe-se a sua verdadeira natureza: ela é quase quarentona, quase artista, quase à deriva, quase adulta. À sua volta, as pessoas arquitetam a vida tal qual os padrões que as revistas e as séries de TV populares comandam.
Mas há muito que Andrea deixou de perseguir esse sonho e de ter expetativas irreais sobre a sua vida. Contudo, quando a sua sobrinha nasce com uma doença incurável, Andrea e a família têm que rever prioridades.
Pela primeira vez, ela é forçada a fazer algo impensável: a preocupar-se com os outros.

Sobre a autora:
Jami Attenberg é norte-americana e colabora com a New York Times Magazine, o Wall Street Journal e o Guardian, entre outros. Foi finalista dos prémios Los Angeles Times Book Prize for Fiction e St. Francis College Literary Prize.
Quase Adulta foi selecionado para várias listas de melhor livro do mês, incluindo as revistas Elle e Vogue UK, o jornal Chicago Tribune, o site Book Riot e a Amazon.

Coolbooks: "Os Mosqueteiros" vencem "Os salteadores da Torre de Londres"

Título: Os salteadores da Torre de Londres 
Autor: Francisco Sousa Faria da Silva 
Formato: e-wook / capa mole 
N.º páginas: 164 
PVP: 4,99€ / 8,80 € 

Coleção juvenil dá a conhecer a origem do famoso grupo de espadachins    

A partir de hoje, 18 de janeiro, os jovens leitores têm ao seu dispor mais uma aventura da coleção Os Mosqueteiros, com a publicação de Os salteadores da Torre de Londres, de Francisco Sousa Faria da Silva.  Depois de impedir uma Conspiração de Sangue e de ter desvendado O segredo de Leonardo da Vinci, Richelieu viaja para Londres onde se vai encontrar com Cecille. Na capital inglesa, um maquiavélico plano urdido pela Ordem dos Cavaleiros da Rosa Negra está em marcha e só os Mosqueteiros conseguirão pará-lo.  Nesta empolgante coleção, os jovens leitores são desafiados a conhecer as origens dos famosos Mosqueteiros de Alexandre Dumas, acompanhando as aventuras destes heróis por várias cidades europeias, como Paris e Florença, e as suas tentativas para restabelecer a paz e a justiça no Reino de França.

SINOPSE
 Inglaterra, setembro de 1616.   Richelieu junta-se a Cecille e a um bando de foragidos para combater o novo e maquiavélico plano da Ordem dos Cavaleiros da Rosa Negra. A população vive aterrorizada e a única esperança para alcançar a paz está neste grupo de resistentes. Alheio a tudo isto, o rei Jaime prepara um baile na famosa Torre de Londres para dar as boas-vindas a uma princesa do Novo Mundo. Entre tempestades marítimas, duelos de espada e perseguições a cavalo, Richelieu vai ter de enfrentar fantasmas do passado, reviver uma paixão antiga e desvendar a identidade do líder desta sociedade secreta. 

O AUTOR  
Francisco Sousa Faria da Silva é natural do Porto.  Estudou Artes Visuais na Escola Artística de Soares dos Reis e é licenciado pela Escola das Artes da Universidade Católica Portuguesa. É autor de várias obras publicadas na área da ficção, cinema e artigos científicos. Dedica-se também à ilustração, pintura e música.

 

Saiba quem foi A Amazona Portuguesa

Continuando com a coleção de história de Portugal em romances históricos, Mário Silva Carvalho traz-nos A Amazona Portuguesa, a história verídica de uma heroína nacional do Séc. XVI da cidade de Aveiro. Uma jovem que, disfarçada de rapaz, conquistou honras e regalias no exército português.

Em 1580, nos arredores de Aveiro, nasce Antónia Rodrigues, uma menina de feitio rebelde e mão pesada. Aos 12 anos, a sua beleza já atrai pretendentes e, depois de agredir um mais atrevido, é forçada a fugir para Lisboa. Mas a jovem não se adapta à vida da metrópole e os seus sonhos levantam voo quando observa as caravelas que partem para além-mar. Se ela ao menos tivesse nascido rapaz...

Inspirado em factos verídicos, Mário Silva Carvalho conta-nos a história desta amazona portuguesa que, disfarçada de rapaz, embarca para a praça-forte de Mazagão, em Marrocos. A sua valentia contra os mouros é tal que cedo se torna um dos militares mais respeitados pelos homens e cobiçado pelas mulheres. Os seus feitos foram cantados em toda a Europa e o próprio rei Filipe II conferiu-lhe diversas condecorações reais.

Sobre o autor: 
Mário Silva Carvalho, Licenciado em História pela Universidade de Coimbra. Iniciou as lides da escrita apenas depois de se aposentar da carreira de bancário.
Em 2013 ganhou o Prémio Literário João Gaspar Simões, atribuído pela Câmara Municipal da Figueira da Foz, com o romance Diário de um Carbonário,
publicado em 2014. No mesmo ano ganhou a 15.ª edição do Concurso Literário Prémio Dr. João Isabel com o conto O Regresso do Artur. Foi-lhe igualmente atribuído o 1.º prémio da XI edição do Concurso Literário Descobrir Vizela com o conto O Brasileiro de Vizella.
Em 2016, publicou o romance A Tomada de Madrid. A Amazona Portuguesa é o seu mais recente romance que recebeu uma menção honrosa do Prémio Ferreira de Castro de Ficção Narrativa 2017.

18/01/2018

Novidade Clube do Autor - Só para os verdadeiros amantes do género

Título: Marcada para Morrer
Autor: Peter James
Tradução de Dina Antunes
N.º de Páginas: 472 
PVP: 18,50€

Escutou-a a gritar. Um grito aterrador. Depois instalou-se o silêncio.
 
Se há livros capazes de interromper a respiração normal do leitor, este é um deles. Tal como a obra anterior de Peter James, autor multipremiado com mais de 19 milhões de exemplares vendidos, eis um thriller que promete dar que falar (e noites sem dormir).
Primeiro, há uma mulher raptada. Depois, surgem os corpos assassinados, uns no passado e outros no presente. No final, a perversidade por trás destes crimes vai surpreendê-lo e arrepiá-lo.

Sinopse:
Um grito assustador. Foi a última coisa que Jamie Ball ouviu da sua noiva Logan. Depois, a chamada caiu e Logan desapareceu. Nessa tarde, os restos de uma jovem mulher morta há trinta anos são encontrados numa escavação.
Para o detetive superintendente Roy Grace e a sua equipa estes dois casos não parecem estar relacionados. Até que outras jovens mulheres desaparecem, mais corpos emergem e uma nova pista surge: uma informação crucial que um distinto psiquiatra descobre através de um paciente, mas que só a polícia deveria saber… E o detetive tem a arrepiante impressão de que é essa a chave para entender os crimes do passado e do presente. Se é o mesmo assassino, porquê a pausa entre as mortes? Quem se esconde por trás destes crimes brutais? 
 
O detetive Roy Grace nem imagina a perversidade que o espera…
Tem um encontro marcado com o mal.


De «um dos escritores de policiais mais consistente da atualidade» segundo o Daily Mail, este é «um thriller de primeira qualidade», diz a Literary Review, «concebido de forma cuidadosa, com personagens realistas, um livro extraordinário e digno de destaque», acrescenta a Publisher’s Weekly.

Mais, o The Times considera que «este livro consegue reunir todos os atributos de James e ser a sua história mais cativante e assustadora até agora», ideia corroborada pelo Huffington Post («Este pode ser o melhor livro de Peter James até agora. Realmente talentoso. Um livro que não se consegue pousar.»)

Sobre o autor:
Peter James é autor de vários romances, traduzidos em 36 línguas. Foi eleito o melhor autor de thrillers pela cadeia de livrarias WH Smith e, para muitos leitores, é considerado o melhor autor deste género de livros. Ao longo da sua carreira, recebeu várias distinções, entre as quais o Diamond Dagger Award, o Prix Polar International e o Prix Coeur Noir. Três dos seus primeiros livros foram adaptados para o cinema. 

17/01/2018

Resultado do Passatempo Editorial Presença - Conclave, de Robert Harris

O blogue e a Editorial Presença agradecem a todos os participantes do passatempo com o livro - Conclave, de Robert Harris.

A vencedora do passatempo é o número 81 no random. 
Paula A. F. Dinis 
Parabéns à vencedora e desejos de uma boa leitura.
 
Para mais informações  sobre o livro consulte o site da Editorial Presença aqui

14/01/2018

Planeta: Novidades JANEIRO 2018

FICÇÃO
 
Título: O HOMEM DE GIZ
Autor: C. J. TUDOR
N.º de Páginas:  320
PVP: 18,85€
Nas livrarias a partir de 16 de Janeiro

Um fenómeno mundial que começou antes da Feira de Frankfurt 2016.
Direitos vendidos para 48 países.
Um thriller arrepiante de que todos irão falar.
jj  
Toda a gente tem segredos.
Toda a gente é culpada de alguma coisa.
E as crianças nem sempre são inocentes.

C. J. TUDOR EM LISBOA
17 e 18 de Janeiro de 2018.
Disponível para entrevistas. 
 
«[Há] muito tempo que não tinha uma noite em branco devido a um livro. O Homem de Giz mudou isso. Muitos parabéns C. J Tudor!» Fiona Barton, autora best-seller de A Víuva e O Silêncio

NINGUÉM FICARÁ INDIFERENTE
O livro de estreia de C. J. Tudor é um thriller com uma atmosfera densa e viciante que se passa em dois registos, em 1986 e nos nossos dias.
A história começa em 1986 e, após um hiato de trinta anos, o passado surge para transformar a vida de Eddie.
As influências de Stephen King e o toque de Irvin Welsh, conferem ao livro não só um tipo de narrativa diferente como um suspense ao limite.
O que contribui para que a história tenha um desfecho muito real e chocante.
O Homem de Giz conta-nos a história de um grupo de crianças, não poupando nos pormenores sociais onde estão inseridas e em como as influências de famílias disfuncionais contribuem para exacerbar o imaginário infantil.

A CRÍTICA INTERNACIONAL
«Há muito tempo que não lia uma estreia tão impressionante. O ritmo foi perfeitamente delineado, as personagens desenhadas soberbamente e há uma sensação de desconforto que começa com o prólogo e cresce ao longo do livro. E esse fim é tão diferente que o livro merece ser um êxito.» James Oswald, autor best-seller do Sunday Times da série Inspector McLean
 «Que estreia impressionante! Que ideia tão hábil e engenhosa! Fiquei absorvida desde a primeira página. Adorei como as histórias de 1986 e as de hoje se unem e criam este fim inesquecível e inesperado. Apelativo, tenso e muito muito arrepiante. Este livro irá assombrá-lo!» Claire Douglas, autora best-seller do Sunday Times de Irmãs
 « C. J. Tudor brilha intensamente e apresenta uma história assustadora e vividamente imaginada. Muito mais do que um mistério de assassínio é uma exploração inteligente e aterrorizante dos laços e limitações das amizades de infância e de segredos que se recusam a permanecer enterrados. Apaixonei-me pela voz que nos guia no romance, Eddie, pensativo e solitário. Prepare-se
para se surpreender uma e outra vez, até à última página!» Michelle Richmond, autora de O Pacto

A HISTÓRIA DO LIVRO
A história começa quando aos doze anos Eddie e os amigos tiveram contacto com o misterioso Homem de Giz. Uma personagem central na trama e Eddie será assombrado por ela.
As estranhas figuras de giz conduzem Eddie e os amigos a um cadáver de uma rapariga pouco mais velha que eles e esta descoberta irá marcá-los para sempre.
Tudo aconteceu há trinta anos, e Eddie convenceu-se de que o passado tinha ficado para trás. Até ao dia em que recebeu uma carta que continha apenas duas coisas: um pedaço de giz e o desenho de uma figura em traços rígidos.
À medida que a história se vai repetindo, Eddie vai percebendo que o jogo nunca terminou.

Sobre a autora:
C. J. Tudor é natural de Salisbury e cresceu em Nottingham, onde ainda vive com o companheiro e a filha pequena. O seu amor pela escrita, em especial pelo macabro e pelo sinistro, manifestou-se desde cedo. Enquanto os jovens da sua idade liam Judy Blume, ela devorava as obras de Stephen King e de James Herbet.
Ao longo dos anos, envolveu-se em tarefas tão diferentes como jornalista estagiária, empregada de mesa e de loja, autora de textos radiofónicos, voz off, apresentadora de televisão, redactora publicitária e agora escritora. Vencedora da competição nacional de escrita de Twenty7, em 2016, O Homem de Giz é o seu livro de estreia.

Título: Catarina de Aragão - A PRINCESA DETERMINADA
Série Os Tudor
Autora: Philippa Gregory
N.º de Páginas: 432
PVP: 19,95 € 
Nas livrarias a partir de 16 de Janeiro 

Mais um livro da série Os Tudor, agora reeditado pela Planeta, narrado do ponto de vista de uma mulher corajosa,  uma heroína real.

Um retrato fascinante sobre a primeira mulher de Henrique VIII, Catarina de Aragão, uma mulher lutadora, indomável que tudo fez para alcançar o seu objectivo.
 
A vida de Catarina de Aragão, infanta de Espanha, rainha de Inglaterra e que foi a primeira mulher de Henrique VIII, com quem esteve casada vinte anos, narrado como se fosse Catarina a contar a sua história.
Um drama familiar que é narrado do ponto de vista das mulheres da família envolvidas nesta época tão sangrenta e dramática da história de Inglaterra
Philippa Gregory prova uma vez mais que, por detrás do rosto aparentemente familiar da história, há uma história surpreendente: o das mulheres que lutam e influenciam o futuro da Europa, dos heróis reverenciados que cometem erros profundos e de uma história de amor que muda o destino de uma nação.

«Gregory cria heroínas atraentes e determinadas […] enérgicas, convincentes, vívidas e cativantes.»
Daily Express
«Gregory faz um escrutínio vibrante e íntimo da história… e articula tudo com uma pitada de romance» Kirkus Review
Catarina de Aragão nasce Catarina, infanta da Espanha, filha mais nova dos Reis Católicos. Aos três anos foi prometida ao príncipe Artur, filho e herdeiro de Henrique VII de Inglaterra, e é educada para se tornar princesa de Gales. Sabe que o seu destino é reinar sobre aquela terra distante, húmida e fria.
Lentamente, adapta-se à corte Tudor, e a vida como mulher de Artur torna-se s suportável. De forma inesperada, neste casamento combinado nasce um amor terno e apaixonado.
Mas, quando Artur morre, Catarina tem de construir o seu futuro: como pode ser rainha da Inglaterra e fundar uma dinastia? Só casando com o irmão mais novo de Artur, o alegre, mas mimado Henrique. O pai e a avó de Henrique são contra e os poderosos pais de Catarina revelam-se de pouca utilidade. No entanto, Catarina possui um espírito lutador é indomável e fará tudo para alcançar o seu objectivo; mesmo que tal implique contar a maior das mentiras e mantê-la.

Sobre a autora
Nascida no Quénia a 9 de Janeiro de 1954, esta famosa escritora de romances históricos, mudou-se para Bristol, Inglaterra, aos dois anos. Formada em História pela Universidade de Sussex e doutorada em Literatura do Século XVIII pela Universidade de Edimburgo.
Além de escritora de romances, também escreve críticas para jornais britânicos e revistas. É também conhecida pelos programas de rádio e televisão. Philippa vive com a família – o marido, dois filhos e enteados – numa quinta do Yorkshire, onde cria cavalos, galinhas e patos. Gosta de jardinagem, equitação e caminhadas.
Também é activa em projectos de caridade e fundou o Gardens for the Gambia. O seu período preferido da História é a Era Tudor, sobre o qual já escreveu vários romances, alguns adaptados para televisão e cinema.
Philippa Gregory também tem vários livros infantis publicados, além de romances com histórias modernas.

JUVENIL 

Titulo: A PROFECIA NEGRA Série As Provações de Apolo – Livro 2
Autor: Rick Riordan
Páginas:  336
PVP: 17,70€           
Nas livrarias a partir de 16 de Janeiro

Chega agora o segundo volume da série mais espectacular de Rick Riordan.  Mais uma história cheia de suspense que retoma as aventuras da série Os Heróis do Olimpo.

As personagens mais queridas dos leitores, como Percy Jackson, Will Solace e Nico di Angelo, voltam, vivendo novas aventuras e desvendando novos mistérios e desafios.
Nesta nova aventura, o ex-deus olimpiano tem de libertar um oráculo assustador. Apolo vai tornando-se cada vez mais deus, mas a sua mente continua a ser a do adolescente Lester Papadopoulos.

«Um livro recomendado para os jovens e crianças  que adoram histórias de aventuras divertidas,  e recheadas de surpresas. »  The Guardian

N.º 1 do top USA Today N.º 1  do top The New York Times 

Toda a gente sabe que não se pode meter com Zeus, mas o filho Apolo parece não perceber…
Para castigar Apolo, o deus do Olimpo, Zeus, decide enviá-lo para a Terra, transformado no adolescente Lester. Sem a sua beleza anterior Apolo vê-se transformado num rapaz cheio de borbulhas, feio e trapalhão… e claro sem poderes!
A única forma que tem de regressar ao Olimpo é devolver a luz às profecias dos oráculos. Mas o que poderá fazer um Apolo sem poderes?
Após superar uma série de provas perigosíssimas e bastante humilhantes no Campo dos Mestiços, embarcará numa viagem, pelos Estados Unidos para conseguir localizar todos os oráculos. Por sorte fez muitas amizades valiosas e não estará sozinho.

Sobre o autor 
É autor best-seller do New York Times das séries, Percy Jackson, Crónicas de Kane, Magnus Chase e Trials of Apollo. E também de uma série para adultos, que ganhou vários prémios.
Durante quinze anos, Rick ensinou Inglês e História em escolas públicas e privadas em San Francisco Bay e no Texas.   Em 2002 foi agraciado pela Sant Mary’s Hall com o Master Teacher Award e em 2011 recebeu o Children’s Choice Book Award for Author of the Year.